Certamente o supositório é inserido, ele começa a amolecer

            Certamente você já deve ter ouvidofalar sobre o Supositório, principalmente com tons de brincadeira e piada entreas pessoas. O preconceito gerado em torno do medicamento é capaz de causarmuito constrangimento, principalmente nos indivíduos que precisam usá-lo emalgum momento de sua vida.

Mas o que poucos sabem é que a importância que eletem na saúde de muitos pacientes é muito grande.            Para aqueles que precisam utilizar osupositório, mas que ainda possuem muitas dúvidas e até mesmo vergonha de falarsobre o assunto, a seguir iremos lhe esclarecer tudo o que você precisa sabersobre o supositório de glicerina. Não precisa ter nenhum receio ou medo, alémde ser fácil de utilizar, não dói e será muito útil para qualquer que seja otratamento que você esteja passando. 1.      OQUE É SUPOSITÓRIO? Afinal,o que é um supositório? O supositório nada mais é do que um medicamento quepode apresentar tanto um formato cônico como cilíndrico.

Ele é introduzido nosorifícios do corpo, dependendo do caso específico e possuem três tipos, osquais aprenderemos a seguir. No instante em que o supositório é inserido, elecomeça a amolecer e liberar a substância medicamentosa que está em seu interior. 2.

      TIPOSDE SUPOSITÓRIO Basicamenteexistem 3 tipos de supositórios: O retal, o vaginal e o uretral. E no interiorde cada tipo poderá ter uma infinidade soluções medicamentosas. Porém, o maisconhecido e popular entre os citados é o supositório anal de glicerina, queiremos compreender mais sobre tudo o que o envolve mais a seguir. 3.

      OQUE É SUPOSITÓRIO DE GLICERINA? Osupositório de glicerina é um remédio que possui efeito laxativo, muitoutilizado para esvaziar o intestino em caso de gases ou prisão de ventre. Elepode ser aplicado tanto em adultos, como em crianças, inclusive bebês, desdeque seja recomendado pelo médico. 4.      ONDEO SUPOSITÓRIO DEVE SER USADO? Aaplicação do medicamento vai depender muito do tipo de supositório que estarásendo usado. No caso do supositório de glicerina, sua utilização é via retal.Desse modo, introduz-se o medicamento no ânus do paciente, e ao entrar emcontato com o mesmo, ele se dissolve e libera as substâncias contidas noremédio. 5.      EMQUAIS CASOS O SUPOSITÓRIO DE GLICERINA É INDICADO? Demaneira geral, esse medicamento é indicado para casos de constipação intestinal,popularmente chama de prisão de ventre.

O seu uso é importantíssimo para aprevenção ou tratamento desse problema, uma vez que é utilizado para provocar aevacuação.   6.      QUAISOS PRINCIPAIS EFEITOS ADVERSOS DO MEDICAMENTO? Namaioria dos casos, o supositório tem boa aceitação, mas como qualquermedicamento ele pode ter alguns efeitos colaterais. Dentre as reações adversasmais comuns, destacamos a cólica intestinal, diarréia, formação de gases eaumento da sede. Em alguns casos pode haver também, um leve aumento dacirculação sanguínea nesta região que pode deixar a pele mais rosada, ou atéprovocar uma leve irritação local. 7.       QUAL A COMPOSIÇÃO DO SUPOSITÓRIO DE GLICERINA? Cadasupositório de glicerina, seja adulto ou pediátrico, contém ácido esteárico,hidróxido de sódio e cloreto de sódio.

O que varia mesmo em ambos oscasos é quantidade de cada substância, mas os efeitos são os mesmos. 8.      QUAISAS CONTRAINDICAÇÕES? Assimcomo qualquer medicamento, o supositório de glicerina também tem suascontraindicações, ou seja, os casos em que ele não pode ser utilizado. Dessemodo, o mesmo não deve ser usado por pessoas com apendicite, em casos desangramento pelo ânus de causa não identificada, obstrução do intestino oudurante a recuperação de uma cirurgia no reto. Além disso, ele também écontraindicado em casos de alergia à glicerina e deve ser utilizado com cautelaem pessoas que possui a quantidade de líquido aumentada no sangue, em caso deinsuficiência cardíaca, doenças renais e em pessoas desidratadas. E vale enfatizarque em casos de gravidez, o supositório só pode ser aplicado sob ordensmédicas.

  Lembre-seque este é um remédio que irá resolver os seus problemas. Não tenha medo deutilizá-lo, pois será fundamental para o seu tratamento. Enão deixe de consultar um médico antes de se automedicar.